Posts Tagged ‘Fortaleza’

Fortaleza Abr.2009

abril 19, 2009

Como toda aventura é pouca, bastou o feriado mais próximo chegar pra eu botar o pé no mundo de novo. Dessa vez um destino um pouco (muito) mais longe: Fortaleza. De ônibus, 12 horas de viagem.

Na quinta (09/04), saí uma hora mais cedo do trabalho, peguei o metrô já perto das 18h. Muita gente voltando pra casa depois do trabalho e também muita gente indo pra rodoviária. Não pude deixar de escutar a conversa de 2 pedreiros que estavam perto de mim. Falavam de mulheres e das empregadas do prédio em que trabalhavam. Hilário! Não consegui não rir com eles… Foi ótimo, consegui relaxar um pouco, tava meio nervosa por viajar durante a noite.

O ônibus saiu às 19h30. Já perto de João Pessoa, às 21h, paramos pra que passageiros de um ônibus da Bonfim que estava quebrado na beira da estrada, subissem. Caraca!! Já pensou se esse ônibus quebra lá no meio das brenha??? Foi isso que eu pensei… Meia hora depois, uma parada na entrada de Johnny People pro pessoal da Bonfim descer. Sorte o destino deles ser perto.

Tentei dormir, mas não encontrava jeito na poltrona, até o ar-condicionado mesmo fechado em cima de mim, incomodava. Na próxima vou de meia e luvas, frio arretado! Só consegui dar uns cochilos quando deitei ocupando as duas poltronas. De 1h30 da manhã, uma parada em Lajes-RN pra trocar de motorista. Pouco tempo depois uma passada rápida na rodoviária de Assu (ou seria Açu? Acho que nem lá mesmo se sabe ao certo. Vi placas escritas dos dois jeitos).

Mais um cochilo e de 5h45 outra parada em Aracati-CE. A 8km dali fica Canoa Quebrada, queria muito ir, mas fica pra próxima… Pouco antes das 8h, entramos em Fortaleza. Pelo caminho que o ônibus foi, a primeira impressão foi de que a cidade não é muito bonita não… Essa área aí lembra muito a BR-101 perto da UFPE.

Paolo foi me buscar na rodoviária. Lá na frente parou um carro antigo (como eu sou muito entendida de marca de carro, eu não sei que carro era aquele) muito grande, parecia uma limosine. Lindo! Eu quase que pedia carona, mas Paolo me convenceu a ir com ele de fusquinha mesmo. rsrsrs

Fortaleza é muito grande, acho que bem maior que Recife. Indo mais pro centro a paisagem foi melhorando, apesar de ser uma cidade com muitos edifícios. Acho que o povo lá gosta muito de prédios de vidro, vi alguns pela cidade.

Ficamos hospedados na praia do futuro, bem pertinho da beira-mar na pousada Veleiro. Depois de um banho, fomos direto pra praia. Achei a área a melhor de Fortaleza. Não é emparedada por prédios enormes e a praia é a única própria pra banho. A água é bem azulzinha e quando a maré tá baixa, se formam várias piscinas naturais. Até o céu eu achei diferente lá, as nuvens, sei lá… É lindo!

Praia do Futuro

Praia do Futuro

Praia do Futuro

Praia do Futuro

Almoçamos no Croco beach, muito turístico, mas a comida era muito boa! Depois, voltando na pousada, eu apaguei. A viagem foi muito cansativa. Tentei levantar antes, mas só consegui acordar perto de 18h já. De noite passamos no Dragão do Mar, Ponte dos Ingleses na praia de Iracema e na Av. Beira-mar, que parece muito com a Av. Boa Viagem daqui, onde tem uma feirinha de artesanato. Em plena sexta-feira a gente não achou nada além de show de humor e boates. No Dragão do Mar (e em quase todos os restaurantes da orla de Iracema e Beira-mar) só showzinho de voz e violão.(Que eu particurlarmente acho um tédio!)

Patativa do Assaré - Dragão do Mar

No sábado, tive que ir na rodoviária pra comprar minha passagem de volta. Por causa do feriadão, as passagens do único ônibus que sai de lá durante o dia direto pra Recife já tinham acabado. O jeito foi comprar passagem pra Natal. Na volta pra praia do futuro, passamos no Parque do Cocó.

Achei incrível como os meninos pedintes são organizados. Vi alguns, em pontos diferentes, segurando plaquinhas com dizeres do tipo “tenho fome, me ajude”. Assim não precisam nem se dar o trabalho de abrir a boca pra falar alguma coisa. Outra coisa que me deixou surpresa foi o fato de só as pessoas botarem o pé na faixa de pedestres pra atravessar, que os carros todos param. =O Por aqui, se não correr, eles passam por cima! rsrsrs

Passamos a tarde toda na beira da praia sentindo a maresia. À noite fomos dar uma volta na parte mais antiga e monumental de Fortaleza. A gente até se perdeu por lá… Algumas áreas lembram o Recife Antigo. O mercado central é enorme, queria ter entrado… Também tem uma catedral enorme, que de noite tem uma iluminação linda! Depois fomos no Dragão do Mar e choveu bastante lá.

No domingo, acordei de 4h da manhã pra voltar pra casa. O ônibus sairia de 5h, mas ainda atrasou uns 10 minutos. Voltando de dia pude ver a paisagem do caminho. O tempo tava bem nublado, mas a área que achei mais bonita foi em Lajes. As montanhas, as pedras e um rio, que no momento tava cheio de gente. Alguns adultos lavando roupa e muitas crianças brincando.

Cheguei em Natal às 14h15, fui direto comprar uma passagem pra Recife, mas só tinha pro ônibus que sairia de 18h. Comprei uma pra João Pessoa que saiu de 14h30. A previsão era de que chegaria na rodoviária às 17h30, mas o trânsito já perto de João Pessoa estava simplesmente parado. E com 2 horas de atraso, cheguei lá de 19h20.

Por sorte ouvi o motorista falar pra um cara que estava vindo pra Recife, que ele esperasse ali mesmo na área de desembarque porque ele iria colocar ele no primeiro ônibus. Por causa do trânsito parado, os ônibus estavam ainda todos presos na estrada. Só tinha um lá, que estava indo pra Salvador. O motorista disse que estava lotado, mas se a gente não tivesse problema em vir em pé, ele trazia a gente. Não sei porque nesse momento me lembrei do Rio doce/CDU… Depois que todos os passageiros embarcaram a gente pôde subir, e eis que tinha 2 lugares livres e a gente veio sentado! Se eu não tivesse ouvido o motorista, teria que entrar na rodoviária, entrar na fila pra comprar uma passagem (a rodoviária tava lotada e o próximo ônibus pra Recife também) e esperar o ônibus chegar lá. Acho que só chegaria em casa na segunda de madrugada!

Saindo de 19h40, cheguei em Abreu e Lima às 21h40. Eu já tava morta por ter passado o dia inteiro em ônibus, quando desço, é debaixo de um toró inacreditável! Desci na frente do terminal de Abreu e Lima, mas a pista tava tão alagada que não dava pra atravessar sem ser por dentro d’água. Quer saber? Foi aventura demais pra um dia só! Continuei abrigada na frente de uma loja e liguei pra casa pra que fossem me buscar. hehehe Finalmente cheguei em casa às 22h20.

—-

RECIFE – FORTALEZA: a linha é feita pela Guanabara e o preço varia de R$103 a R$160, depende do horário e do tipo de ônibus.

FORTALEZA – NATAL: a linha é feita pela Nordeste, o preço também varia de acordo com o horário. Pelo ônibus das 5h paguei R$69,00. O das 9h custava R$74,00.

NATAL – JOÃO PESSOA: a Nordeste também faz essa linha, mas viajei pela Progresso pagando R$19,00.

JOÃO PESSOA – RECIFE: pela Progresso paguei R$20,00. A linha também é feita pela Bonfim.

Anúncios