Sergipe Dez.2009

Continuando a viagem… De Penedo, atravessamos o rio São Francisco de balsa e chegamos a Neópolis. Passamos por Ilha das Flores e continuamos em busca de um caminho para Pirambu. Todo mundo que a gente perguntava dizia que era logo ali, que era só ir direto… mas era longe pra caramba! Como toda aventura não tinha sido o bastante, o plano era pegar uma estrada de terra pelo litoral, de 50 km, até Pirambu (com aquele fusca!). Finalmente achamos a estrada e daí em diante o ritmo era o ‘devagar e sempre’. Percorremos quilômetros sem nenhum sinal de gente, foram poucos povoados no caminho. Ah, se o fusca quebrasse… Mas a paisagem compensou qualquer risco, maravilhosa!

Até um carro de bois passou por nós, coisa cada vez mais rara de se ver, principalmente para os seres urbanos que raramente deixam suas casinhas-de-pombo…

Chegamos em Pirambu quebrados! Quase sem conseguir andar direito… rsrs Almoçamos e passamos pela praia, mas não gostamos muito e continuamos nosso caminho. Antes de passar por Barra dos Coqueiros, a gente parou numa praia deserta pra descansar um pouco. Era uma área na qual havia apenas algumas casas em construção, mas não era muito bonita.

Perto das 15h finalmente chegamos em Aracaju com aquele fusca imponente! Rodamos um pouco procurando hospedagem e sentimos como o trânsito lá é meio caótico. Sem falar que o sinal demora um tempão fechado. Também descobrimos que lá, pousada pode ser sinônimo de motel. rs No fim das contas ficamos no Grande Hotel bem no centro da cidade. Ainda demos uma caminhada pelo comércio e perto dos mercados públicos. De noite, uma volta pela zona sul. A ‘maior ávore de Natal do mundo’ fica linda na paisagem.

Fusquinha de portas abertas pra pegar um ventinho em Aracaju

Pela manhã fomos na praia de Atalaia, mas assim que chegamos, começou a chover. Passada a chuva, passeamos pela orla que é bonita e bem projetada. Voltamos ao centro e almoçamos no 1º piso do Mercado Antônio Franco, que é lindo e muito bem organizado.

Mercado Antônio Franco

Mercado público de Aracaju

Depois fomos ao outro mercado público, acho que se chama Thales Ferraz. Ali tem de tudo! Ver aquele ‘caos’ organizado é muito bonito.

Mercado Thales Ferraz

O resto da tarde passamos caminhando pela cidade, passando pela catedral municipal e também pela praça perto da ponte do imperador. Achei triste ver numa praça entre dois prédios do governo, pessoas sem-teto morando. Se não me engano, um dos prédios era a câmara municipal.

Como essa era minha última noite em Aracaju, jantamos num excelente rodízio de sushi perto do Iate Clube, pra fechar com chave de ouro!

No 24 de Dezembro ao meio-dia, peguei o ônibus na rodoviária. Cheguei em Recife às 20h30. Paolo voltou com o fusquinha inteirinho (!) uns dias depois. Mas essa foi sua ultima viagem, agora jaz em um ferro velho quaquer em olinda…

ARACAJU – RECIFE: pela Progresso só tem 1 ônibus por dia para Recife, às 12h. O valor é de R$63,00. A Real Alagoana também faz essa linha, mas saindo às 23h. Custa R$71,00.

Anúncios

Tags: , , , ,

4 Respostas to “Sergipe Dez.2009”

  1. Clayton S. Santos Says:

    prezados adorei a ideia de deixar relatado a sua viagem.
    gostaria de uma informação a respeito da praia do peba
    será que da para ir de carro até a foz do são francisco péla praia do peba?
    gostaria muitode conhecer o encontor do rio são francisco com o mar.
    mas eu falo é de carro comum sem ser um fusquinha ou um 4×4

    agradeço a atenção
    e por favor responde para o email claitonba@globo.com
    atenciosamente,
    claiton
    continuim contando a suas viagens

    • nleila Says:

      não sei te dizer se dá mesmo. de lá pra foz acho que não é tão perto, mas parece que tem uns passeios que o pessoal faz de bugy. se dá pra ir com carro sem tração, não sei. mas fica ligado na maré!
      valeu pela visita!

  2. Rose Says:

    Transito desorganizado em Aracaju??? acho q vc passou por la em um pessimo dia, pois a cidade possui baixos indices de acidentes, ate pq a SMTT é bastante atuante com seus radares, guardas e lei dos 60km/h em quase toda a cidade.

    Com relação a praia de Pirambu, a do centro da cidade está poluida, porém mais distante tem uma conhecida como Lagoa Redonda, uma mistura de mar, rio e dunas, onde esta o Projeto Tamar, com tartarugas gigantes… vc devia ter ido ate lá.

    Aracaju ainda possui um misto de cidade grande/inteiror que tanto agrada aos turistas dos grande centros urbanos. Todos, de todos os lugares, são sempre bem acolhidos na pequena notável Aracaju.

    obs: nasci e morei anos em Aracaju, assim que meu mestrado acabar eu volto. Gostei do blog, vou vir sempre por aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: